Spread the love

Regis Cavalcante é advogado, jornalista, radialista e político brasileiro. Atualmente, atua como professor-doutor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), presidente regional e dirigente nacional do PPS.  Foi secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (2017 a 2018), secretário de Estado da Pesca e Aquicultura (2013 a 2014), secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Renda (2011 a 2012), secretário da Educação de Maceió (2005 a 2006), Diretor de Relações Públicas da Petrobrás (2003 a 2004), Deputado Federal (de 1999 a 2002) e Vereador por Maceió (1997 a 1998), além de Secretário da Criança e do Adolescente de Maceió (1994 a 1996).

regis_brasilia01

Família

Filho de um agricultor e uma dona de casa, Regis Cavalcante nasceu na cidade de Maceió, capital de Alagoas e logo se apaixonou pela profissão do pai, lutando pela preservação ambiental. O mais velho de uma família de seis irmãos, casou-se aos 21 anos com a tecnóloga açucareira , Eliane Agra e teve uma única filha, Janaína Cavalcante.

Regis, Janaina e Eliane

Regis, Janaína e Eliane

Formação profissional

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal de Alagoas – Ufal –  (1979), graduação em Comunicação Social – Jornalismo também pela Ufal (1988) e Mestrado em Administração pela Universidad Americana (2014). Concluiu seu doutorado em Administração de Empresas pela Universidad Americana de Assuncion – UA (Republica del Paraguay) no ano de 2014 e é especialista en Gestión de Organizaciones, pela Universidad Americana (2014). Atualmente é professor titular do curso de jornalismo na Ufal, tendo sido, na mesma universidade, membro do Conselho de Ensino e Pesquisa em 1990, além de ter assumido a função de conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), secção de Alagoas, de 1990 a 1992.

Curriculo Lattes

Político

regis_politico01

Com uma história bem diferente dos seus colegas de bancada, ao invés de começar sua trajetória disputando mandatos eletivos, Regis ingressou na política como jovem militante do movimento clandestino de combate à ditadura militar. No movimento estudantil foi um ativo participante das grandes jornadas pela anistia, em defesa do ensino público, pelas eleições diretas e a redemocratização do Brasil.

radialistas

Pioneiro do jornalismo de TV em Alagoas, Regis foi por 2 vezes presidente do Sindicato dos Radialistas, quando liderou memoráveis lutas em defesa da categoria. Regis participou também da diretoria do Sindicato dos Jornalistas, onde fez história sindical ao lado de grandes nomes do jornalismo alagoano como Dênis Agra, Teófilo Lins e Freitas Neto.

Foi candidato ao Senado ultrapassando 100.000 votos e se destacou nas eleições para prefeito de Maceió de 2000, quando foi para o segundo turno.