Spread the love

17 de janeiro

 

Imaginar que o bairro que passei toda minha infância e adolescência seja tragado por enormes fissuras sem nenhuma explicação técnica conclusiva deste trágico evento é para mim desalentador. Isto precisa de uma resposta imediata aos moradores seus principais afetados como de resto toda a cidade de Maceió.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>